SEBRAE RJ

Grandes Empreendimentos

Imagem de título do setor Grandes Empreendimentos
22 de janeiro de 2021

2021: o que será tendência no mercado B2B?

Executivo da Embratel fala sobre os eixos do setor de tecnologia e inovação que deverão ganhar maior atenção

2021: o que será tendência no mercado B2B?

A Embratel comemora mais um trimestre de resultados positivos. O crescimento relevante dos serviços de TI representou alta de 23,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

Os destaques de seu portfólio foram as soluções para cloud, com 237,6% de crescimento; voz avançada, com aumento de 33,4%; e telemetria/IoT, em percentual 19,3% maior que no ano anterior.

Segundo análise do IDC Brasil, líder em inteligência de mercado, a Embratel ocupa a sétima posição no setor de Tecnologia da Informação e Comunicação, sendo a única empresa de Telecom na lista das TOP 10.

Retomada

Segundo Marcello Miguel, diretor-executivo de Marketing e Negócios da companhia, entre março e abril, a pandemia desaqueceu o mercado de aquisição de tecnologia e inovação, “reflexo do fator surpresa da incerteza do futuro, que colaborou para que empreendedores colocassem a mão no freio como alternativa para cortar custos de forma emergencial”, afirma.

Passados alguns meses, com as empresas já mais seguras do que estaria por vir, o cenário mudou em frentes diversas. Por isso, para nos preparar para 2021, a companhia compartilhou seu know-how com a Consumidor Moderno e antecipou as principais tendências que tornarão mais brandas as relações no universo B2B. Confira:

Inteligência Artificial

Está entre os segmentos que, após o susto, rapidamente viraram o jogo em 2020. “A verdade é que muitas empresas no mundo todo só tiveram a continuidade de suas operações possível nos últimos meses justamente por causa da IA”, diz o gestor.

O executivo destaca a Automação Inteligente, tecnologia bastante impulsionada no processo pandêmico, como tendência que virá forte em 2021. “A adesão se dará especialmente no processo fabril, com a opção de robôs que trarão ganhos positivos de tempo e eficiência”, explica.

Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)

Quem ainda não se adequou às novas regras terá de se antecipar, já que a previsão é a de que haja aplicação de sanções a partir de agosto do ano que vem para empresas que não estiverem “na linha”. “É tendência inevitável, e o processo de implementação de tecnologias para a LGPD é complexo, e requer tempo para adequação”, sinaliza.

Omnichannel

Vai crescer, e muito. “O número de pessoas que pretende unir o comportamento entre compras online e físicas deverá aumentar de 29% para 49%. Há quem queira experimentar um produto na loja física para comprar em casa, com calma. E quem quer apenas retirar a compra presencialmente para driblar o frete. O omnichannel será a aquisição de quem busca se preparar para absorver essa demanda sem cometer falhas”, antecipa.

Segurança

Com a efetivação da cultura do trabalho remoto, o investimento em segurança estará no radar do mercado empresarial. “A nova realidade trouxe enormes desafios para empresários de diversos setores. Muitas companhias sofreram ataques cibernéticos nos últimos meses. As vulnerabilidades vão desde o descuido de funcionários na tentativa de acesso a apps não autorizados até falhas em softwares e práticas de senhas não apropriadas.”

Fonte:
Consumidor Moderno
Autor:
Por Nayara de Deus
Publicado em:
21 de janeiro de 2021

Você também vai gostar de ler