SEBRAE RJ

Eventos e Negócios Internacionais

Imagem de título do setor Eventos e Negócios Internacionais
8 de julho de 2019

Startups: conheça as empresas israelenses que querem investir

Programa de aceleração de empresas israelenses no Brasil anuncia finalistas que receberão apoio para iniciar operações no país

Startups: conheça as empresas israelenses que querem investir

O Brasil tem chamado a atenção de startups israelenses, país reconhecido por seu robusto ecossistema de inovação. Com o objetivo de acelerar o ingresso de empresas de tecnologia israelenses no Brasil, o Scaleup inBrazil, programa da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), da ABVCAP (Associação Brasileira de Private Equity & Venture Capital) e do Israel Trade & Investment, selecionou seis empresas de Israel que contarão com o apoio dessas entidades para iniciar as operações no País.

Após criteriosa seleção, dentre 49 inscritas, foram finalistas do processo as empresas My Heritage, Cybereason, See Tree, SuperUp, SysAid e Intervyo, todas de base tecnológica e que atuam em setores estratégicos, como Saúde, TI, agricultura, varejo e RH.

“Tradicionalmente, a Apex-Brasil oferece apoio a empresas que desejam operar no Brasil. Essa iniciativa vai mais longe, pois opera como porta de entrada para empresas relativamente maduras, altamente inovadoras e com grande potencial de crescimento no país, em alternativa à China e aos Estados Unidos. Com isso, alavancamos o Brasil e posicionamos o país no radar como potencial mercado de expansão para empresas inovadoras que buscam novos negócios”, explica Helena Brandão, coordenadora de Investimentos Estrangeiros em Inovação da Apex-Brasil. “A qualidade e maturidade das candidatas ao programa nos chamou a atenção”, comenta Helena.

A meta inicial do programa, lançado em Israel em 31 de março deste ano, era alcançar pelo menos 30 inscrições. Um total de 49 empresas se inscreveram, sendo que 20 delas foram aprovadas para o primeiro estágio do programa, que ocorreu entre 24 de junho e 2 de julho. Dessas 20, foram selecionadas as cinco anunciadas hoje. A escolha foi feita por meio de entrevistas com integrantes do comitê de seleção, formado por gestores de venture capital do Brasil e de Israel.

Os empreendedores israelenses agora passarão por uma imersão de duas semanas no Brasil. Concluída essa fase, haverá uma etapa chamada de “momento da pivotada”, quando regressam a Israel por dois meses para fazer ajustes e adaptações necessárias ao mercado brasileiro. Por fim, eles voltam ao Brasil por mais duas semanas para validar sua solução ou fazer uma Prova de Conceito (POC), no jargão das startups.

A partir daí as empresas entram na fase de apoio. Por dois anos, os empreendedores poderão contar com a consultoria dos organizadores e parceiros no processo de implementação da operação.

“Esse programa é altamente abrangente pois aborda de forma prática os aspectos essenciais para qualquer empresa israelense se estabelecer no Brasil. Israel tem um programa de aceleração na China que nos inspirou a trazer algo semelhante ao Brasil. Aqui vemos muitas outras convergências de oportunidades, não tão nítidas no mercado chinês. Muitas empresas israelenses conseguem enxergar a oportunidade Brasil. No entanto, por falta de informação e orientação, muitas vezes acabam desistindo do processo devido às diferenças culturais”, afirmou Itzhak Reich, Cônsul para Assuntos Econômicos da Israel Trade & Investment.

O programa conta com entidades públicas e privadas de Israel e do Brasil como parceiros. Entre elas estão gestores de venture capital. Segundo Ângela Ximenes, superintendente da ABVCAP, uma das melhores maneiras de acessar um novo mercado é por meio de uma rede qualificada de investidores que tem em seu DNA o conhecimento do que é necessário para se expandir no mercado brasileiro. “Em contrapartida, esses investidores terão acesso a empresas com tecnologia de ponta podendo criar sinergias entre suas próprias investidas além da possibilidade de investimento nessas empresas no momento que elas se estabelecem no Brasil”, disse.

Durante o Scaleup inBrazil, as empresas participarão de workshops e encontros sobre assuntos jurídicos, tributários e bancários e também marketing, branding, adaptação de produtos e, mais importante, desenvolvimento de negócios. A ideia é que elas possam, durante esse tempo, conhecer fornecedores confiáveis e de qualidade que estejam aptos a ajudá-las a adaptar seus produtos aos consumidores locais e a garantir clientes potenciais, parceiros e até mesmo investidores no Brasil. Tudo está desenhando para garantir negócios e validação de clientes e produtos.

Entre os apoiadores do Scaleup inBrazil estão os principais players em inovação em Israel e no Brasil, como Ministério das Relações Exteriores, Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Ministério da Economia, Sebrae, Accenture, Anjos do Brasil, A5 Partners, Maverick, Mindset Ventures, OurCrowd, CUBO, Performa, Veirano Advogados, Derraik & Menezes Advogados, Crescera, SP Ventures, FESA, GKH, Inseed Investimentos, Wix e Wayra Brasil.

Para mais informações acesse: https://portal.apexbrasil.com.br/noticia/startups-conheca-as-empresas-israelenses-que-querem-investir/

Para mais detalhes sobre o programa, acesse www.scaleupinbrazil.com

Fonte:
APEX BRASIL
Autor:
APEX BRASIL
Publicado em:
8 de julho de 2019

Você também vai gostar de ler